Vinícius Torres Freire: 'Plano Marshall' do governo é uma cloroquina econômica

"Não existe plano Jair Bolsonaro de 'resgate do Estado'. Não existe um programa baseado na 'retomada do investimento público', afirma o colunista Vinícius Torres Freire

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Não existe 'plano estatal' do governo para fazer a economia andar se e quando passar a epidemia", afirma Vinicius Torres Freire em sua coluna publicada no jornal Folha de S.Paulo. "Não existe plano Jair Bolsonaro de 'resgate do Estado'. Não existe um programa baseado na 'retomada do investimento público'", diz.

De acordo com o jornalista, "quem, de antemão, faz campanha liberaloide para dinamitar a ideia já pode apresentar suas projeções de como e quando a economia vai se recuperar da depressão só com investimento privado". "Vai ser o caso de um morto que tenta se levantar puxando os cabelos", continua.

"Achar que voltaremos, sem mais, a esse passado recente (de resto fracassado) de ajuste e se recusar a pensar um problema catastroficamente novo é brincar com o risco de convulsão social e política, além de obnubilação intelectual", acrescenta.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247