Xico Sá denuncia crime jornalístico contra Lula

"Omitir a decisão da ONU sobre Lula do noticiário pro povão talvez só seja equivalente como crime jornalístico à edição do debate da eleição d 89 com o Collor. Deus tá vendo e revendo", disse o jornalista 

Xico Sá denuncia crime jornalístico contra Lula
Xico Sá denuncia crime jornalístico contra Lula (Foto: Dir.: Stuckert)

247 - O jornalista Xico Sá criticou a cobertura da imprensa tradicional sobre a posição oficial da Organização das Nações Unidas (ONU), que pediu ao Estado brasileiro a garantia dos direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Omitir a decisão da ONU sobre Lula do noticiário pro povão talvez só seja equivalente como crime jornalístico à edição do debate da eleição d 89 com o Collor. Deus tá vendo e revendo", disse o jornalista em sua conta no Twitter.

O Comitê de Direitos Humanos da ONU determinou ao Estado Brasileiro que "tome todas as medidas necessárias para que para permitir que o autor [Lula] desfrute e exercite seus direitos políticos da prisão como candidato nas eleições presidenciais de 2018, incluindo acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido politico" e para "não impedir que o autor [Lula] concorra nas eleições presidenciais de 2018 até que todos os recursos pendentes de revisão contra sua condenação sejam completados em um procedimento justo e que a condenação seja final (veja aqui)".

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247