Zuckerberg diz que vai permitir publicações antivacina no Facebook

Apesar disso, o empresário reflete: “creio que o Facebook não está destruindo sociedade”. Também alega que, segundo ele, a plataforma não favorece a propagação de pensamentos conservadores

(Foto: REUTERS/Erin Scott)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Em uma longa entrevista por vídeo conferência ao meio digital estadunidense Axios, nesta quarta-feira (9), o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou que a rede social não trabalha com a hipótese de proibir publicações que promovam campanhas antivacina.

O empresário lembrou que foi instalado um mecanismo de para remover conteúdo que seja considerado desinformação a respeito da pandemia de covid-19, porém, segundo ele, “se alguém está apenas dizendo que uma vacina pode causar danos ou que está preocupado com isso, na minha perspectiva, não deveria ser um impedimento para que se expresse dessa forma”.

Na entrevista, repercutida pelo diário britânico Daily Mail, Zuckerberg não esclarece essa linha tênue entre o que seria considerado desinformação, pelos critérios do Facebook, e o que seria aceitável, segundo essa sua perspectiva.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email