300 elefantes morrem em Botsuana por ingerirem água contaminada

Mais de 300 elefantes foram mortos por toxinas produzidas por cianobactérias em leitos de água, comunicaram autoridades de proteção da vida selvagem do governo de Botsuana nesta segunda-feira, 21

Elefante
Elefante (Foto: Baz Ratner/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Leitos de água com toxinas provocaram a morte de mais de 300 elefantes em Botsuana, na África. As mortes, que aconteceram ao longo de três meses, começaram a ser detectadas em maio e comunicadas em julho. 

A reportagem da CNN Brasil destaca que “a causa, inicialmente, era um mistério, e o país encomendou testes laboratoriais no solo, na água e na carcaça dos animais conforme a especulação crescia em torno das mortes. As cianobactérias são encontradas rotineiramente na água, mas nem todas produzem substâncias tóxicas. Cientistas temem que a mudança climática aumente a produção bacteriana de toxinas, uma vez que a temperatura da água irá subir e as condições se tornarão mais favoráveis para a reprodução desse tipo de microorganismo.”

A matéria ainda acrescenta que “Botsuana é casa para 130 mil elefantes africanos — mais do que qualquer outro país do continente. No ano passado, o país derrubou a suspensão da caça de efefantes que estava em vigor desde 2014, gerando críticas internacionais.”

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247