Aeroporto holandês reabre após ameaça de bomba

Polcia de Amsterd deteve um homem que havia se trancado no banheiro, afirmando que tinha uma bomba

Aeroporto holandês reabre após ameaça de bomba
Aeroporto holandês reabre após ameaça de bomba (Foto: Divulgação)

A interrupção dos serviços em dois terminais do aeroporto Schiphol, em Amsterdã, na manhã desta segunda-feira, foi encerrada depois que a polícia deteve um homem que havia se trancado no banheiro, afirmando que tinha uma bomba, disseram funcionários.

Segundo as autoridades as operações no aeroporto, um dos mais movimentados da Europa, voltaram ao normal depois que o incidente levou ao esvaziamento de dois terminais e provocou o atraso de vários voos.

Rob van Kapel, porta-voz da polícia militar, recusou-se a dizer se o homem tinham ou não explosivos com ele, mas afirmou que o suspeito não representa mais perigo ao público.

Ele disse que o suspeito se comunicou com negociadores profissionais antes de ser detido. De acordo com as leis de privacidade holandesas, a identidade do homem não pode ser revelada.

Van Kapel disse que o homem havia se escondido num banheiro dos andares superiores do aeroporto, local panorâmico para onde se dirigem pessoas que querem ver os aviões decolando e pousando.

Segundo ele, foi aberto um inquérito criminal sobre o caso e que ainda é muito cedo para dizer quais acusações podem ser feitas contra o homem ou qual é seu estado mental.

No dia de Natal, em 2009, o estudante nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab conseguiu entrar com explosivos dentro de um avião que partiu de Schiphol com destino a Detroit, após chegar a Amsterdã, vindo de Lagos, na Nigéria.

Ele assumiu a culpa por tentar explodir um avião da Northwest Airlines ao injetar produtos químicos num pacote com explosivos, que estava escondido em suas roupas de baixo. Sua sentença deve ser divulgada na quinta-feira. As informações são da Associated Press.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247