'Ajuda à Venezuela somente deve ser autorizada por Maduro', diz África do Sul

O embaixador sul-africano na ONU, Jerry Matthews Matjila, disse que a ajuda humanitária deve entrar na Venezuela somente se o governo do presidente Nicolás Maduro concordar em autorizá-la; "Qualquer ajuda humanitária à Venezuela deve ser feita com o acordo do governo de Maduro... Eles são o governo. Como qualquer outro país, você deveria respeitar a integridade territorial do país", disse Matjila

'Ajuda à Venezuela somente deve ser autorizada por Maduro', diz África do Sul
'Ajuda à Venezuela somente deve ser autorizada por Maduro', diz África do Sul (Foto: Miraflores Palace/Handout via REUTERS)

Sputnik - O embaixador sul-africano na ONU, Jerry Matthews Matjila, disse à Sputnik que a ajuda humanitária deve entrar na Venezuela somente se o governo do presidente Nicolás Maduro concordar em autorizá-la.

A oposição venezuelana marcou no sábado, 23 de fevereiro, a data para trazer ajuda humanitária norte-americana que havia sido coletada em centros logísticos no Brasil, na Colômbia e na ilha caribenha de Curaçao. Maduro, no entanto, tem se recusado a permitir a ajuda para o país, explodindo-o como um estratagema para derrubar seu governo.

"Qualquer ajuda humanitária à Venezuela deve ser feita com o acordo do governo de Maduro... Eles são o governo. Como qualquer outro país, você deveria respeitar a integridade territorial do país", disse Matjila.

Na sexta-feira passada (15), o ministro da Saúde venezuelano, Carlos Humberto Alvarado González, comunicou que a ajuda humanitária composta por medicamentos provenientes dos países aliados, inclusive da Rússia, chegou à Venezuela.

A oposição da Venezuela insiste na abertura imediata de canais humanitários para a entrega da ajuda humanitária proveniente dos EUA, que está sendo concentrada na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia, na área da ponte lacrada de Las Tienditas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247