Alberto Fernández diz que Argentina não dará calote

O candidato de centro-esquerda Alberto Fernández afirmou nesta quarta-feira (14) que suas políticas não levariam a um calote da dívida, acrescentando que, em conversa com o presidente Mauricio Macri, ambos concordaram que a volatilidade do mercado deve se estabilizar.

Alberto Fernandez
Alberto Fernandez (Foto: Reuters)

Da Agência Russa Sputnik News - O candidato de centro-esquerda Alberto Fernández afirmou nesta quarta-feira (14) que suas políticas não levariam a um calote da dívida, acrescentando que, em conversa com o presidente Mauricio Macri, ambos concordaram que a volatilidade do mercado deve se estabilizar.

Fernández disse que ele e sua equipe "sentem que o povo apoiou nossa proposta... e que a proposta não contempla nem a inadimplência nem o risco de não pagar dívidas, nem a deixar de reconhecer as obrigações do Estado".

A vitória de Fernández nas eleições primárias do último domingo foi seguida por uma queda aguda no mercado de ações da Argentina e na moeda local, o peso

Macri também falou sobre o diálogo com seu opositor: "Tivemos uma boa e longa conversa telefônica com Alberto Fernández. Ele prometeu colaborar de todas as maneiras possíveis para que esse processo eleitoral e a incerteza política que isso gera afetem a economia argentina o mínimo possível", disse o presidente no Twitter.

Após as derrotas nas primárias, Macri anunciou um aumento do salário mínimo e o congelamento do preço da gasolina.

O primeiro turno das eleições presidenciais da Argentina será realizado em 27 de outubro. 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247