Alberto Fernández faz mudanças no governo após derrota nas prévias

Seis ministros, incluindo o chefe de gabinete, são trocados em meio à crise política provocada pelo resultado eleitoral ruim

O presidente Alberto Fernández disse que "a Argentina está vivendo o pior momento desde que começou a pandemia".
O presidente Alberto Fernández disse que "a Argentina está vivendo o pior momento desde que começou a pandemia". (Foto: Presidência Argentina)
Siga o Brasil 247 no Google News

Revista Fórum - O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou mudanças nos ministério de seu governo na noite de sexta-feira (17). As alterações acontecem após a coalizão governista Frente de Todos ter desempenho ruim nas eleições prévias do último domingo.

Seis ministérios sofreram alterações, entre eles a chefia de gabinete. Santiago Cafiero, muito próximo de Fernández, saiu do posto e deu lugar a Juan Manzur, governador de Tucumán. Cafiero, no entanto, vai seguir no governo, no comando das Relações Exteriores. O novo chanceler substitui o contestado Felipe Solá.

Na Segurança, assume Aníbal Fernández, ex-ministro de Cristina Kirchner e Néstor Kirchner. Na Educação, chega Jaime Perzyck enquanto Daniel Filmus comandará a Ciência e Tecnologia. Julián Domínguez chega pasta de Pecuária, Agricultura e Pesca.

PUBLICIDADE

Além disso, Juan Rossa foi anunciado como novo secretário de Comunicação de Imprensa, no lugar de Juan Pablo Biondi.

A última semana foi repleta de tensões no governo Fernández, o presidente anunciou mudanças logo após reconhecer a derrota, mas demorou a reformar o gabinete. A vice-presidenta Cristina Kirchner chegou a escrever uma carta cobrando novos rumos. Um dos alvos da ex-presidenta foi Biondi, acusado de operar vazamentos na imprensa contra ela.

PUBLICIDADE

Leia a reportagem completa na Revista Fórum.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email