Alemanha já registra mais curados que mortos e doentes por coronavírus

Foram mais de mil recuperados contra novos 415 infectados e 134 óbitos nesta segunda-feira, 13

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Três semana após iniciar quarentena para conter o coronavírus, a Alemanha registrou nesta segunda-feira, 13, mais pessoas recuperadas da doença que novos doentes e mortos. Foram mais de mil recuperados contra novos 415 infectados e 134 óbitos. Desta forma, o país acompanha a Áustria, que no domingo, 12, foi o primeiro país a ter saldo positivo.

No total, foram cerca de 127 mil infectados pelo vírus na Alemanha, das quais 64 mil foram curadas, 60,5 mil ainda estão doentes e 3 mil faleceram. O maior pico de morte diária foi registrado na quarta-feira, 8 de abril. 

O país tem o maior número de leitos hospitalares e UTIs por 100 mil habitantes no continente europeu. Além disso, no começo de abril, o país atingiu a capacidade de testar 100 pessoas por dia, sendo feitos no total 1,5 milhões de exames para detectar os infectados.

Os números levaram a Academia Nacional de Ciências a defender um possível relaxamento gradual das restrições, desde que as medidas de proteção sejam mantidas, como o distanciamento social, higiene das mãos e uso de máscaras nos transportes públicos. A primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, deverá ter reunião com os governadores do país para decidir sobre a manutenção ou não das restrições.

O país tem um aplicativo de rastreamento de contatos de pessoas contaminadas para que elas possam ser isoladas e tratadas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247