Alemanha oferece acordo bilionário aos EUA para retirarem sanções do Nord Stream 2, diz mídia

Os alemães se ofereceram para gastar US$ 1,2 bilhão (R$ 6,3 bilhões) em terminais para o gás natural liquefeito (GNL) dos EUA para salvar o projeto do gasoduto Nord Stream 2

Gasoduto Nord Stream 2
Gasoduto Nord Stream 2 (Foto: Sputnik / Sergei Guneev)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - A Alemanha propôs um acordo bilionário aos EUA para evitar que sanções sejam impostas contra a construção do gasoduto russo Nord Stream 2.

Os alemães se ofereceram para gastar US$ 1,2 bilhão (R$ 6,3 bilhões) em terminais para o gás natural liquefeito (GNL) dos EUA para salvar o projeto do gasoduto Nord Stream 2.

De acordo com o jornal alemão Die Zeit, o Ministério das Finanças do país enviou uma proposta não oficial dois dias após o ministro das Finanças Olaf Scholz telefonar para seu homólogo norte-americano, Steven Mnuchin.

A proposta sobre terminais de gás natural liquefeito também refere a movimentação de gás através da Ucrânia e apoio à Polônia através do financiamento de um gasoduto diferente, permitindo que o país utilizasse o GNL norte-americano.

O gasoduto Nord Stream 2 conta com diversos investidores, incluindo a russa Gazprom e diversas companhias energéticas da Europa, que têm sido alvos de sanções norte-americanas.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247