Alemanha: Partido Social-Democrata ultrapassa partido de Merkel em pesquisa

O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), de centro-esquerda, ultrapassou os conservadores da chanceler Angela Merkel, da União Democrata-Cristã (CDU) e União Social-Cristã (CSU), em uma pesquisa de opinião realizada pelo instituto Emnid, pela primeira vez desde 2006; pesquisa de 1.885 eleitores mostrou que o SPD teria 33% dos votos na eleição, um ponto a mais que na semana passada, enquanto a CDU e seu partido irmão na Baviera, a CSU, teriam 32%, um ponto a menos

O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), de centro-esquerda, ultrapassou os conservadores da chanceler Angela Merkel, da União Democrata-Cristã (CDU) e União Social-Cristã (CSU), em uma pesquisa de opinião realizada pelo instituto Emnid, pela primeira vez desde 2006; pesquisa de 1.885 eleitores mostrou que o SPD teria 33% dos votos na eleição, um ponto a mais que na semana passada, enquanto a CDU e seu partido irmão na Baviera, a CSU, teriam 32%, um ponto a menos
O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), de centro-esquerda, ultrapassou os conservadores da chanceler Angela Merkel, da União Democrata-Cristã (CDU) e União Social-Cristã (CSU), em uma pesquisa de opinião realizada pelo instituto Emnid, pela primeira vez desde 2006; pesquisa de 1.885 eleitores mostrou que o SPD teria 33% dos votos na eleição, um ponto a mais que na semana passada, enquanto a CDU e seu partido irmão na Baviera, a CSU, teriam 32%, um ponto a menos (Foto: Romulo Faro)

BERLIM (Reuters) - O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), de centro-esquerda, ultrapassou os conservadores da chanceler Angela Merkel, da União Democrata-Cristã (CDU) e União Social-Cristã (CSU), em uma pesquisa de opinião realizada pelo instituto Emnid, pela primeira vez desde 2006, relatou o jornal Bild am Sonntag.

A pesquisa de 1.885 eleitores mostrou que o SPD teria 33 por cento dos votos na eleição, um ponto a mais que na semana passada, enquanto a CDU e seu partido irmão na Baviera, a CSU, teriam 32 por cento, um ponto a menos.

O SPD ganhou um recorde de 12 pontos nas últimas quatro semanas, de acordo com o jornal Bild am Sonntag, desde que o ex-presidente do Parlamento Europeu Martin Schulz foi nomeado candidato do partido para concorrer contra Merkel na eleição de 24 de setembro. "O aumento é inédito na história das pesquisas do Bild am Sonntag", escreveu o jornal.

O SPD, parceiro júnior na coalizão governista de Merkel, seguia atrás do bloco conservador há anos em pesquisas de opinião, até que a nomeação de Schulz reviveu o apoio ao partido, que venceu uma eleição pela última vez em 2002, com Gerhard Schroeder.

Na sexta-feira, o Grupo de Pesquisa Eleitoral publicou uma pesquisa de opinião para a rede de TV ZDF mostrando o SPD com 30 por cento, mas ainda atrás da CDU/CSU, que tinha 34 por cento.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247