Aliados dos EUA confiam mais em Putin que em Trump

População de vários países considerados aliados dos EUA deposita mais confiança no presidente russo, Vladimir Putin, do que no americano, Donald Trump, diz pesquisa do Pew Reserach Center realizada com o objetivo de medir as percepções da Rússia pelo mundo

Trump vs Putin
Trump vs Putin (Foto: Paulo Emílio)

Deutsche Welle (DW) - Em questões que envolvem relações internacionais, a população de vários países considerados aliados dos Estados Unidos deposita mais confiança no presidente russo, Vladimir Putin, do que no americano, Donald Trump.

Essa é a conclusão de uma pesquisa do Pew Reserach Center divulgada nesta quarta-feira (16/08). O objetivo da sondagem foi medir as percepções da Rússia e de seu presidente pelo mundo.

Apenas um em cada quatro entrevistados em 37 países tem confiança no presidente russo para fazer o que é certo quando se trata de assuntos internacionais. Os entrevistados na Europa foram os mais críticos, com cerca de 78% expressando falta de confiança.

"Embora a confiança em Putin no tratamento de assuntos externos seja geralmente baixa, em muitos países ele é mais confiável do que o presidente americano, Donald Trump", diz o estudo.

Cidadãos de países aliados dos EUA, como Japão e Coreia do Sul, além de entrevistados de outros sete membros da Otan (Grécia, Alemanha, Turquia, Hungria, França, Itália e Espanha), que historicamente confiam nos EUA para apoio militar e de defesa, expressaram maior confiança no presidente russo.

A disparidade a favor de Putin sobre Trump foi mais marcante na Grécia e na Alemanha, onde o líder russo superou o americano em 31 e 14 pontos, respectivamente. Na Alemanha, um quarto dos entrevistados disse ter confiança em Putin, enquanto apenas 11% disseram o mesmo de Trump.

Segundo a pesquisa, Trump pontuou melhor apenas no Reino Unido, Canadá, Holanda e Polônia. Ele também foi a opção mais favorável para outros aliados fora da Otan, como Austrália e Filipinas, bem como em Israel, onde ele superou Putin por 29 pontos.

No Brasil, a diferença foi de cinco pontos percentuais, com 19% dizendo confiar em Putin, e 14% em Trump.

Gênero e ideologia

Em vários países, foi observada uma diferença de percepção de acordo com o gênero dos entrevistados. Em 10 dos 37 países pesquisados, por exemplo, homens expressam mais confiança em Putin do que as mulheres.

A ideologia política também pareceu estar ligada às avaliações de Putin. Em 11 dos 21 países em que os entrevistados foram questionados sobre ideologia, aqueles que se colocam à direita do espectro político confiam mais em Putin, como no caso da Itália: 39% dos autodenominados direitistas veem Putin favoravelmente, em comparação com 24% da esquerda.

Na Venezuela, a tendência é oposta: aqueles à esquerda do espectro político são 28 pontos percentuais mais propensos a apoiar Putin no cenário internacional. Há uma diferença de 11 pontos na mesma direção em Israel.

Nos Estados Unidos, existe uma divisão partidária com relação a Putin. Atualmente, apenas 13% dos democratas expressam confiança no líder russo, em comparação com cerca de um terço (34%) dos republicanos. Em 2015, essa diferença era quase inexistente: 20% dos que se declaravam democratas tinham confiança no líder russo, em comparação com 17% dos republicanos.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247