América Latina ultrapassa 645 mil casos de coronavírus

O aumento exponencial dos casos de Covid-19 no Brasil, Peru, México e Chile impulsiona o avanço do vírus na América Latina

(Foto: Sebastian Castaneda/Reuters/Russia Today)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com mais de 645.000 casos confirmados e pelo menos 35.800 mortes, o coronavírus está avançando na América Latina, deixando previsões sombrias em questões econômicas e de emprego. 

O aumento exponencial de casos da Covid-19 no Brasil, com 310.087, no Peru (108.769), México (56.594) e Chile (57.581), impulsionam o avanço do vírus na América Latina.

O Brasil, um dos países onde a pandemia cresce mais rapidamente, ultrapassou 20.000 mortes por coronavírus na quinta-feira, depois de atingir um registro diário de 1.188 mortes.

Além disso, o Brasil se tornou o terceiro país do mundo em número de afetados, com 310.087 casos, atrás apenas dos Estados Unidos e da Rússia. O número de infecções pode ser, no entanto, até 15 vezes maior, devido à dificuldade de se obter estatísticas precisas devido à falta de testes, segundo analistas.

O Peru ultrapassou as 108.000 infecções e 3.000 mortes por coronavírus. Os hospitais de Lima estão prestes a entrar em colapso, faltam equipamentos médicos, pessoal, camas, respiradores, oxigênio, entre outros suprimentos.

Por seu lado, o Chile está se aproximando de 60.000 casos e protestos na capital Santiago se espalharam para denunciar a falta de comida.

O Equador tem quase 35.000 casos de Covid-19 e cerca de 3.000 mortos. 

Informações da Telesul

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247