Americanos e brasileiros protestam contra Bolsonaro em Washington

Centenas brasileiros e americanos foram para para frente da Casa Branca, a sede do governo dos EUA, em Washington, para protestar contra a visita de Jair Bolsonaro. O protesto ocorreu na manhã deste domingo (17), antes da chegada dele; a manifestação foi organizado por 14 entidades, entre elas a "Brazilians for Democracy and Social Justice - Washington DC" (Brasileiros pela Democracia e Justilça Social), que enviou imagens da mobilização; assista ao vídeo

Americanos e brasileiros protestam contra Bolsonaro em Washington
Americanos e brasileiros protestam contra Bolsonaro em Washington

247 - Centenas brasileiros e americanos foram para para frente da Casa Branca, a sede do governo dos EUA, em Washington, para protestar contra a visita de Jair Bolsonaro. O protesto ocorreu na manhã deste domingo (17), antes da chegada dele. A manifestação foi organizado por 14 entidades, entre elas a "Brazilians for Democracy and Social Justice - Washington DC" (Brasileiros pela Democracia e Justilça Social), que enviou imagens da mobilização.

Os manifestantes levaram faixas, cartazes, bonecos e cantavam slogans contra Bolsonaro, por Lula Livre e em defesa da apuração completa do assassinato de Marielle Franco. A faixa que abria uma pequena passeata realizada em frente à Casa Branca afirmava: "Unidos contra o ódio". Assista:

 Bolsonaro foi aos EUA no avião presidencial,que decolou da Base Aérea de Brasília por volta das 8h. A chegada estava prevista para as 16h, na Base Aérea de Andrews. Antes do embarque, ele transmitiu o cargo ao vice Hamilton Mourão.

Bolsonaro ficará hospedado na Blair House, palácio que faz parte do complexo da Casa Branca. Seis ministros integram a comitiva. Bolsonaro e Donald Trump devem assinar na próxima terça-feira (19) o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre o Brasil e os Estados Unidos que representa, na prática a entrega da base de lançamentos aeroespaciais de Alcântara, no Maranhão, para os Estados Unidos. 

A Base de Alcântara é reconhecida internacionalmente como ponto estratégico para o lançamento de foguetes, por estar localizada em latitude privilegiada na zona equatorial, o que permite uso máximo da rotação da Terra para impulsionar os lançamentos. Ela tem uma vantagem estratégia porque, por sua localização, permite uma redução de 30% na utilização de combustível, em comparação a outros locais de lançamentos em latitudes mais elevadas.

Com a entrega, Bolsonaro segue com a política das elites brasileiras de entrega do patrimônio brasileiro ao grande capital internacional, que esteve na origem do golpe de Estado de 2015.

Integram a comitiva brasileira os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Paulo Guedes (Economia), Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Tereza Cristina (Agricultura) e Ricardo Salles (Meio Ambiente), além do filho 03 de Bolsonaro, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247