Angela Merkel faz novo apelo aos cidadãos para respeitar o isolamento: "Não podemos ser imprudentes"

Chanceler alemã diz que "há uma esperança cautelosa" em relação à evolução da pandemia no país, mas pede que cidadãos continuem a respeitar o isolamento. "Não podemos nos deixar levar por uma falsa sensação de segurança"

(Foto: Reuters | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

DW Brasil - A chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, pediu nesta quinta-feira (9) paciência aos alemães, num momento em que as temperaturas amenas da primavera têm favorecido atividades fora de casa, sublinhando que a situação do país em meio à pandemia do coronavírus continua "frágil".

"Vamos precisar de paciência", declarou a líder em coletiva de imprensa, defendendo que os cidadãos não relaxem em relação às medidas de isolamento social. Segundo Merkel, os alemães terão que "conviver ainda algum tempo com o vírus". A fala ocorre um dia antes do feriado prolongado de Páscoa, que tem previsão de transcorrer em meio a temperaturas elevadas após o fim do inverno.

"Não podemos ser imprudentes, não podemos nos deixar levar por uma falsa sensação de segurança", alertou Merkel. "Sei disso por experiência própria: você tem um pouco de esperança, depois ganha confiança, fica um pouco mais relaxado por dentro, e daí acaba sendo um tanto imprudente", disse.

"Eu realmente adoraria ser a primeira – e seria a primeira – a dizer que tudo já pode voltar a ser como era e que podemos continuar novamente como fazíamos antes, mas não é exatamente assim", completou.

Continue lendo na DW Brasil. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email