Apenas parte da caravana de migrantes centro-americanos retorna a seus lares

Mais de dois mil centro-americanos que viajaram em caravana com o objetivo de ingressar em território estadunidense regressaram aos seus locais de origem, mas quantidade equivalente ainda permanecia no domingo (21) na ponte internacional que comunica a Guatemala com Cidade Hidalgo, no México

Apenas parte da caravana de migrantes centro-americanos retorna a seus lares
Apenas parte da caravana de migrantes centro-americanos retorna a seus lares

247, com Prensa Latina - Mais de dois mil centro-americanos que viajaram em caravana com o objetivo de ingressar em território estadunidense regressaram aos seus locais de origem, mas quantidade equivalente ainda permanecia no domingo (21) na ponte internacional que comunica a Guatemala com Cidade Hidalgo, no México.

Por sua vez, autoridades mexicanas estimam que uns 900 migrantes, em sua maioria hondurenhos, ingressaram de maneira ilegal no país através do rio Suchiate.

Na véspera, os presidentes de Honduras e Guatemala, Juan Orlando Hernández e Jimmy Morales, respectivamente, afirmaram em ccoletiva de imprensa conjunta que duas mil pessoas já regressaram a seus lugares de origem e outras centenas estão a caminho.

Ambos os mandatários afirmaram que houve motivações políticas por trás da mobilização, que qualificaram como um engano para pôr em risco às pessoas e abusar da boa fé dos países.

O presidente mexicano Enrique Peña Nieto falou por telefone com ambos para abordar o tema da caravana. Comprometeram-se a promover uma migração segura e ordenada entre seus países.

Por sua vez a Secretaria de Governo do México disse aqui que 640 migrantes solicitaram refúgio. Outros 2.200 esperam na ponte para ser atendidos por servidores públicos da migração.

A caravana saiu há uma semana de San Pedro Sula, em Honduras, e a maior parte chegou na sexta-feira (19) à fronteira entre Guatemala e México.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247