Após massacres nos EUA, Trump quer verificação de antecedentes para a compra de armas

Presidente dos EUA, Donald Trump, pediu que os parlamentares aprovem uma lei que exija uma verificação rígida de antecedentes para compra de armas, após dois massacres no final de semana que mataram 29 pessoas

Presidente dos EUA, Donald Trump.
Presidente dos EUA, Donald Trump. (Foto: REUTERS/Leah Millis)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta segunda-feira que os parlamentares aprovem uma lei que exija uma verificação rígida de antecedentes para compra de armas, após dois massacres a tiros no Texas e em Ohio no final de semana que mataram 29 pessoas.

Trump, que deve se pronunciar a respeito dos ataques ainda nesta segunda-feira na Casa Branca, disse que as mortes não podem ter sido “em vão” e pediu que os dois partidos políticos adotem medidas para exigir mais verificações para compradores de armas.

“Não podemos deixar que aqueles que foram mortos em El Paso, no Texas, e Dayton, no Ohio, morram em vão. O mesmo para aqueles feridos gravemente. Nunca podemos esquecê-los, e aqueles muitos que vieram antes deles”, tuitou Trump antes de seu pronunciamento, agendado para as 10h locais.

“Republicanos e democratas precisam se unir e conseguir verificações rígidas de antecedentes, talvez casando esta legislação com uma reforma imigratória desesperadoramente necessária. Precisamos que algo bom, senão ótimo, saia destes dois acontecimentos trágicos!”, acrescentou.

No sábado, um homem armado matou 20 pessoas em um supermercado Walmart de El Paso, no Texas, o que autoridades disseram parecer um crime de ódio de motivação racial. Apesar 13 horas mais tarde, outro atirador matou nove pessoas no centro de Dayton, em Ohio. Além dos mortos, dezenas de pessoas ficaram feridas nos dois ataques.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247