Após saída de invasores, chanceler venezuelano agradece solidariedade dos brasileiros

"Muito obrigado aos companheiros e companheiras dos movimentos sociais e os partidos amigos pela solidariedade ativa e pela sua presença corajosa em frente da nossa Embaixada hoje. Sem dúvida, a pressão popular foi chave na solução pacífica da situação", escreveu o chanceler venezuelano Jorge Arreaza

Jorge Arreaza
Jorge Arreaza (Foto: Correo del Orinoco)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ao informar a saída dos invasores da Embaixada da Venezuela em Brasília, o ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, agradeceu a solidariedade que recebeu dos movimentos sociais e de lideranças de diversos partidos."

"Muito obrigado aos companheiros e companheiras dos movimentos sociais e os partidos amigos pela solidariedade ativa e pela sua presença corajosa em frente da nossa Embaixada hoje. Sem dúvida, a pressão popular foi chave na solução pacífica da situação", escreveu em português o chanceler venezuelano.

O ministro destacou que os invasores "deixaram o nosso território e instalações, de maneira pacífica, por gestões das autoridades". Depois de invadir a embaixada por quase toda o dia, tirando os funcionários que trabalham no local, apoiadores de Juan Guaidó deixaram o local pelo fundos após posicionamento de Jair Bolsonaro recuando no apoio à ação.

Mais cedo, em comunicado, o governo venezuelano denunciou que o Brasil não cumpriu com sua obrigação de proteger embaixada e pessoal da missão diplomática e criticou a “atitude passiva das autoridades policiais brasileiras" diante da invasão da embaixada do país por grupos ligados ao opositor Juan Guaidó

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247