Argentina anuncia mais medidas de ajuda a empresas e trabalhadores na crise do coronavírus

O presidente argentino, Alberto Fernández, decretou novas medidas para ajudar empresas e trabalhadores a enfrentarem a crise sanitária e seus efeitos econômiicos

Alberto Fernández, presidente da Argentina
Alberto Fernández, presidente da Argentina (Foto: Agustin Marcarian/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo da Argentina anunciou no domingo uma série de medidas para assistência a empregadores e trabalhadores das pequenas e médias empresas, bem como para autônomos, segundo a agência oficial Télam. O pacote inclui ainda o pagamento de uma complementação no salário dos trabalhadores do setor privado.

O presidente Alberto Fernández decidiu que entre as medidas adotadas por causa da pandemia de coronavírus está o adiamento ou a redução em até 95% do pagamento das contribuições patronais para o Sistema Integrado Previdenciário Argentino. Além disso, definiu que os trabalhadores do setor privado receberão um abono equivalente a 50% do salário líquido correspondente ao mês de fevereiro deste ano, "não podendo ser inferior a uma soma equivalente a um salário mínimo" e "nem superar dois salários mínimos", diz a normativa.

Outra medida será a concessão de crédito a taxa zero para pessoas que aderem ao Regime Simplificado para Pequenos Contribuintes e para trabalhadores autônomos. O decreto diz ainda que as medidas podem ser estendidas até 30 de junho se necessário, segundo a agência oficial de notícias, informa o UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247