Argentina desvia rio paraguaio

Paraguai promete corrigir obra 'imprudente e sem autorização nacional' se governo de Cristina Kirchner continuar ignorando os protestos do país

Argentina desvia rio paraguaio
Argentina desvia rio paraguaio (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A delegação do Paraguai no Parlamento do Mercosul (Parlasul) condenou o « escandaloso » desvio do rio Pilcomayo pela Argentina e solicitou ao governo de Federico Franco resolver a questão.

O chefe do bloco do paraguaio, Alfonso González Núñez, disse que as relações bilaterais com a Argentina estão "em sua situação mais crítica em décadas".

"Agora os vizinhos imprevisíveis geraram uma nova fonte de conflito, cavando um largo e profundo canal alternativo de desvio do rio Pilcomayo sem nos consultar", disse Núñez.

Segundo o parlasuriano, o desvio deixará grandes áreas do Chaco paraguaio sem água.

A delegação pede que as autoridades nacionais promovam uma rápida criação de uma mesa redonda multidisciplinar de técnicos, políticos e diplomáticos para discutir esse "assunto espinhoso".

"Se a outra parte persistir em ignorar os protestos do Paraguai, o país se sentirá em total liberdade para corrigir as obras iniciadas de forma imprudente, sem o conhecimento e aprovação do governo nacional", destaca o parlamentar.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247