Argentina supera 45 mil mortes por Covid-19

A Argentina informou nesta quinta-feira (14) que o número de mortes por coronavírus desde março atingiu a cifra de 45.125, enquanto mais de 1,7 milhão de infecções foram registradas

Casa Rosada em Buenos Aires
Casa Rosada em Buenos Aires (Foto: REUTERS/Agustin Marcarian)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - De acordo com relatório do Ministério da Saúde da Argentina, já morreram mais de 45 mil pessoas devido à Covid-19 e o país registrou aumento de casos nas últimas semanas, o que tem motivado a implementação de novas restrições ao trânsito e fechamento de casas noturnas em diversas jurisdições do país.

O balanço oficial especifica que nas últimas 24 horas foram registradas 13.286 novas infecções, elevando o número total para 1.770.698, enquanto 142 óbitos foram somados para elevar a lista de mortes para 45.125 neste país de 44 milhões de habitantes.

Os pacientes recuperados da covid-19 chegaram a 1.549.490 e a ocupação em unidades de terapia intensiva chegou a 55,2% em todo a Argentina, informa o UOL.

O aumento dos casos ocorre no momento em que a Argentina começa a aplicar a vacina Sputnik V, que em uma primeira fase compreende 300 mil doses reservadas para profissionais de saúde.

Nesta quinta-feira, um avião da Aerolíneas Argentinas partiu para a Rússia para buscar uma segunda remessa da vacina do laboratório russo Gamaleya com 300 mil unidades da segunda dose, que deve chegar no próximo sábado.

Também foi iniciada a aplicação de soro equino hiperimune para o tratamento de casos de covid-19, desenvolvido por cientistas argentinos, que começou a ser disponibilizado para uso hospitalar nesta semana.

Esse soro apresentou resultados positivos, com uma redução de 45% na mortalidade e uma diminuição nos dias necessários para internação em terapia intensiva.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email