"As sanções impostas a Cuba, Irã e Venezuela são uma demonstração de cinismo", afirma governo russo

Na quinta-feira (22), teve início o fórum da Organização de Cooperação de Xangai (OCX+), que vai durar dois dias, e do qual participam cerca de 50 países. Tema principal do evento é "economia para pessoas"

(Foto: Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - "As sanções impostas a Cuba, Irã e Venezuela são uma demonstração de cinismo, pois impediram que a ajuda humanitária chegasse a tempo a esses países", declarou Dmitry Medvedev, vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, nesta sexta-feira (23) em uma sessão do Fórum Interpartidário Internacional da Organização de Cooperação de Xangai (OCX+).

"Certos estados que estão em situação difícil - por exemplo, Venezuela, Irã, Cuba - não receberam ajuda suficiente no início [da pandemia] devido às sanções impostas (...) Tais restrições durante o período da pandemia, que abrangeu o mundo inteiro, são absolutamente cínicos", disse Medvedev.

Nesse contexto, o vice-presidente do Conselho de Segurança abordou a questão das vacinas contra o COVID-19 e instou os países a unirem esforços para criar todas as condições necessárias para a vacinação das pessoas quando estiverem disponíveis.

"E também deve ser feito fora da política. Porque se também começarmos a dividir os países por motivos políticos em aqueles que precisam e aqueles que não precisam de apoio em termos de vacinação, isso será um comportamento absolutamente inconcebível e imoral", enfatizou Medvedev.

O oficial também enfatizou o problema das notícias falsas e da fraude cibernética, que foi agravado durante a pandemia.

"Os colegas também falaram sobre a chamada 'pandemia digital': eles mencionaram inúmeras informações falsas, dados disseminados em grandes quantidades para causar pânico, fraudes cibernéticas. Tudo isso se tornou a face oculta do crescimento da atividade on-line", disse Medvedev.

A iniciativa de promover o evento partiu de Medvedev. A ideia foi endossada pelos líderes dos partidos governantes dos países membros da OCX+, cuja presidência este ano foi assumida pela Rússia.

O que é OCX+

Fundada em 2001, a Organização de Cooperação de Xangai (OCX+) é dedicada ao desenvolvimento regional e questões de segurança, sendo composta por oito nações: China, Índia, Cazaquistão, Quirguistão, Paquistão, Rússia, Tajiquistão e Uzbequistão.

Quatro países - Afeganistão, Bielorrússia, Irã e Mongólia - participam da aliança como observadores; outros seis - Armênia, Azerbaijão, Camboja, Nepal, Sri Lanka e Turquia - ocupam a posição de parceiros de diálogo.


O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247