Assembleia dos Povos exige fim do bloqueio dos EUA contra Venezuela

Mais de 400 líderes de movimentos sociais reunidos na Assembleia Internacional dos Povos, instalada no último fim de semana em Caracas, exigiram nesta terça-feira (26) o fim do bloqueio econômico do governo dos Estados Unidos contra a  Venezuela; este bloqueio é uma tentativa de controlar o país e atacar a Revolução Bolivariana, que é um modelo alterno ao capitalismo, diz a nota do encontro

Assembleia dos Povos exige fim do bloqueio dos EUA contra Venezuela
Assembleia dos Povos exige fim do bloqueio dos EUA contra Venezuela
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com AVN - Mais de 400 líderes de movimentos sociais reunidos na Assembleia Internacional dos Povos, instalada no último fim de semana em Caracas, exigiram nesta terça-feira (26) o fim do bloqueio econômico do governo dos Estados Unidos contra Venezuela. Este bloqueio é uma tentativa de controlar o país e atacar a Revolução Bolivariana, que é um modelo alterno ao capitalismo.

"Manifestamo-nos pelo fim do bloqueio econômico que causa sofrimento ao povo, atenta contra o projeto econômico e produtivo, as políticas de distribuição que o governo nacional desenvolveu nos últimos anos", diz a nota do encontro. 

A Assembleia também expressou sua postura em defesa da democracia participativa e protagonista, modelo da Revolução Bolivariana, e do direito da Venezuela de criar um modelo econômico, assim como gerir de forma autônoma os recursos naturais do país.

Os movimentos reunidos em Caracas convocaram as organizações sociais e políticas do mundo a levantarem a sua voz em favor da paz e contra a guerra.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247