Assessores de Le Pen são presos na França

Dois assessores diretos da presidente da Frente Nacional, Marine Le Pen, foram denunciados ontem, 22, pelo Ministério Público Francês sob a acusação de prestar trabalhos fictícios para a candidata de extrema direita durante o período dela no Parlamento Europeu; o guarda-costas Thierry Légier e a assistente Catherine Griset eram remunerados pelo Legislativo europeu em Estrasburgo e prestavam serviços ao partido nos arredores de Paris

Marine Le Pen
Marine Le Pen (Foto: Giuliana Miranda)

Da Sputnik Brasil

Dois assessores diretos da presidente da Frente Nacional, Marine Le Pen, foram denunciados ontem, 22, pelo Ministério Público Francês sob a acusação de prestar trabalhos fictícios para a candidata de extrema direita durante o período dela no Parlamento Europeu.

O guarda-costas Thierry Légier e a assistente Catherine Griset eram remunerados pelo Legislativo europeu em Estrasburgo e prestavam serviços ao partido nos arredores de Paris.

Para advogados da Frente Nacional, a ação do MP francês busca “perturbar o bom desenrolar da campanha eleitoral presidencial”. O Parlamento Europeu, por sua vez, exige o reembolso do valor pago aos funcionários e já anunciou que vai bloquear parte do salário de Le Pen.

Ela se nega a aceitar a ação dos parlamentares e nega o envolvimento em corrupção. Le Pen tem os maiores índices de intenção de voto no primeiro turno das eleições francesas, mas pesquisa divulgada hoje mostra que ela perderia o 2º turno para o esquerdista Emmanuel Macron.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247