Ataques terroristas deixam 31 mortos na Nigéria

Ao menos 31 pessoas morreram em resultado de um duplo ataque suicida e explosões de granadas-foguete no nordeste da Nigéria; segundo dados preliminares, os ataques foram levados a cabo por combatentes do grupo Boko Haram

Boko Haram, Nigéria, extremistas islâmicos, terrorismo, África
Boko Haram, Nigéria, extremistas islâmicos, terrorismo, África (Foto: Paulo Emílio)

Sputnik - Ao menos 31 pessoas morreram em resultado de um duplo ataque suicida e explosões de granadas-foguete no nordeste da Nigéria, comunicou neste domingo (17) a edição AFP, citando representantes oficiais locais.

"Nesta noite houve dois ataques suicidas, bem como explosões de granadas-foguete, em Damboa que mataram 31 pessoas e deixaram muitos feridos", comunicou à AFP o líder da milícia local, Babakura Kolo.

Segundo dados preliminares, os ataques foram levados a cabo por combatentes do grupo Boko Haram (proibido na Rússia e em vários outros países).

O Boko Haram é um grupo islamista radical que busca impor a lei xaria no território do norte da Nigéria. Em 2015, a organização passou a ser aliada da organização terrorista Daesh (proibida na Rússia e em vários outros países). O Boko Haram está por trás da maioria dos atentados terroristas no país ao longo dos últimos anos.

Desde 2009, além da Nigéria, militares de tais países como o Níger, Camarões e Chade estão envolvidos em operações militares de combate aos terroristas do Boko Haram.

Somente no nordeste da Nigéria, segundo os dados do Banco Mundial, a atividade violenta do grupo contabilizou 20 mil mortes.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247