Atentado com carro-bomba fere 95 no Afeganistão

Um atentado executado nesta quarta-feira (7) com carro-bomba em Cabul, capital do Afeganistão, reivindicado pelos talibãs, deixou pelo menos 95 feridos, em sua maioria mulheres e crianças, anunciaram as autoridades locais.

Talibãs
Talibãs (Foto: Sputnik)

AFP - Um atentado executado nesta quarta-feira (7) com carro-bomba em Cabul, reivindicado pelos talibãs, deixou pelo menos 95 feridos, em sua maioria mulheres e crianças, anunciaram as autoridades locais.

"Um veículo repleto de explosivos foi detonado na entrada de uma delegacia na zona oeste de Cabul às 9H00" (1H30 de Brasília), afirmou o porta-voz do ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

O porta-voz explicou que o atentado usou apenas o carro-bomba e não foi considerado um ataque complexo, situação em que homens armados chegam ao local após uma grande explosão.

Ao menos 95 feridos foram levados para diversos hospitais, em sua maioria mulheres e crianças, confirmou o porta-voz do ministério da Saúde, Wahidullah Mayar.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, reivindicou o atentado nas redes sociais e afirmou que foi cometido por um homem-bomba.

"O ataque foi executado contra um centro de recrutamento inimigo. Dezenas de soldados e policiais morreram", afirmou.

Os talibãs e o braço afegão do grupo extremista Estado Islâmico (EI) exageram com frequência o número de vítimas em seus ataques contra as forças de segurança afegãs ou da Otan.

Desde o ano passado os talibãs estão negociando com representantes do governo dos Estados Unidos. A oitava rodada de conversações acontece atualmente em Doha.

As duas partes anunciaram nos últimos dias "excelentes progressos" e citaram a expectativa de assinatura de um acordo bilateral.

A assinatura do acordo abriria o caminho para negociações diretas entre os talibãs e uma equipe do governo afegão, previstas para Oslo (Noruega).

"Ouvi um grande barulho e todas as janelas da minha loja quebraram", afirmou à AFP o comerciante Ahmad Saleh, um dos afetados pela explosão.

"A cabeça dá voltas e ainda não sei o que aconteceu. Mas as vitrines de várias lojas, algumas a um quilômetro do local da explosão, quebraram", completou.

Fotos e vídeos publicados nas redes sociais mostram uma imensa nuvem de fumaça na zona oeste de Cabul.

Na madrugada desta quarta-feira, as forças especiais afegãs atacaram diversos esconderijos de membros do braço afegão do EI. As autoridades não divulgaram detalhes da operação.

Na terça-feira, cinco pessoas morreram e sete ficaram feridas em um atentado contra um veículo da agência governamental de luta contra os entorpecentes.

A violência no Afeganistão aumentou consideravelmente em julho, mês com o maior número de vítimas no país desde maio de 2017, com mais de 1.500 mortos e feridos, de acordo com a ONU.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247