Au revoir, Rafale

Na viagem de 30 horas ao Brasil, o francês François Hollande foi avisado pela presidente Dilma de que o Brasil não comprará os caças Rafale, produzidos pela Dassault; o motivo: eles custam o dobro dos concorrentes sueco e americano

Dilma e François Hollande
Dilma e François Hollande (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A França perdeu definitivamente a batalha pela venda de caças supersônicos ao Brasil. E isso foi avisado pela presidente Dilma Rousseff ao colega francês François Hollande.

Os franceses pretendiam vender 36 aviões produzidos pela Dassault, mas Dilma apontou um problema insuperável. Eles custam o dobro do preço dos concorrentes dos Estados Unidos (o F-18) e da Suécia (o Gripen).

Leia mais no Painel, da Folha de S. Paulo.


O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247