Autoproclamação de senadora viola Constituição e Parlamento, denuncia Evo

Asilado no México, o presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que o ato da senadora Jeanine Áñez viola a Constituição Política do Estado da Bolívia e as regras internas da Assembléia Legislativa. "Se consuma com o sangue de irmãos mortos pelas forças policiais e militares usadas para o golpe", disse Morales pelo Twitter

(Foto: Reuters/Carlos Garcia Rawlins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente deposto da Bolívia, Evo Morales, denunciou nesta segunda-feira, 12, a decisão da senadora oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez, que declarou-se presidente da Bolívia.

"Denuncio à comunidade internacional que o ato de autoproclamação de uma senadora como presidente viola o CPE [Constituição Política do Estado] da Bolívia e as regras internas da Assembléia Legislativa. Se consuma com o sangue de irmãos mortos pelas forças policiais e militares usadas para o golpe", disse Morales pelo Twitter. 

A Bolívia atravessa um golpe de estado após as Forças Armadas pedirem a renúncia do presidente Evo Morales. O capítulo anterior da crise envolve acusações de fraude na eleição que escolheu Morales para mais um mandato presidencial. Forçado a renunciar, Evo partiu para o México, onde recebeu asilo político. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247