Avançam no Ministério Público investigações e denúncias contra Guaidó

O Ministério Público da Venezuela avança nas investigações sobre a usurpação de poderes por parte do deputado Juan Guaidó, depois de autoproclamar-se presidente interino do país

Avançam no Ministério Público investigações e denúncias contra Guaidó
Avançam no Ministério Público investigações e denúncias contra Guaidó (Foto: Reuters)

247, com Prensa Latina - O Ministério Público da Venezuela avança nas investigações sobre a usurpação de poderes por parte do deputado Juan Guaidó, depois de autoproclamar-se presidente interino do país.

As primeiras medidas determinadas pelo Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) contra Guaidó se concentraram na proibição de sair do país, alienação de bens e bloqueio de contas, disse nesta segunda-feira (18) o procurador geral, Tarek William Saab.

Em declarações à imprensa, o máximo representante do Ministério Público enfatizou que os elementos probatórios das violações constitucionais cometidas por Guaidó desde o dia 23 de janeiro serão apresentados publicamente.

Saab destacou a gravidade da usurpação de cargos de eleição pública, especialmente de duas instituições como o Poder Executivo e o Legislativo.

Igualmente, assegurou que as ações de Guaidó são a continuação das manobras golpistas da direita apoiada pelo governo dos Estados Unidos contra a Revolução bolivariana.

Por outro lado, o Ministério Público denunciou que o status de transição assumido pela oposição na prática autoriza Washington a invadir militarmente o país.

Diante da crescente ameaça de intervenção militar, o presidente venezuelano autorizou as forças armadas a responderem com moral e dignidade as intenções de dar um golpe de Estado e defender a soberania nacional.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247