Barcelona tem 5ª noite de protesto contra prisão de rapper

Barcelona foi mais uma vez palco de protestos contra a prisão do rapper espanhol Pablo Hasél. Na quinta noite consecutiva de manifestações ocorreram saques a lojas de luxo e os manifestantes chegaram a endereços importantes da cidade, como o Palau de la Música e a Bolsa de Valores

Rapper Pau Rivadulla Duró, conhecido como Pablo Hasél
Rapper Pau Rivadulla Duró, conhecido como Pablo Hasél (Foto: STRINGER / REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Barcelona viveu a 5ª noite consecutiva de manifestações contra a prisão de rapper. Segundo o jornal espanhol El País, 35 pessoas foram presas em Barcelona, duas em Tarragona e uma em Lleida, onde também ocorreram pequenos incidentes. Ao todo 13 pessoas ficaram feridas, sendo que duas precisaram ser hospitalizadas.

Segundo a polícia, 6.000 pessoas se concentraram na Praça de Universitat para iniciar os atos da noite do sábado (20). 

Os protestos vêm ocorrendo desde a última terça-feira, quando Hásel foi preso na Universidade de Lleida, em sua cidade natal. Ele se recusou a se entregar voluntariamente e se refugiou no local, sendo protegido por estudantes. Mas acabou preso pela polícia.

O rapper foi condenado a nove meses de prisão por "injúria à monarquia" e por supostamente glorificar o terrorismo, por causa de postagens que escreveu no Twitter entre 2014 e 2016. Nos tuítes ele descrevia o rei Juan Carlos I como um "mafioso", além de elogiar as pessoas envolvidas em atentados, e acusou a polícia de matar e torturar migrantes e manifestantes.

Informações do UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email