Blair pede desculpas pela invasão do Iraque

O ex-primeiro-ministro britânico, Tony Blair, pediu desculpas por erros cometidos na guerra do Iraque, em 2003, numa entrevista que será exibida pela CNN Europa neste domingo (25); "Peço desculpas pela informação que recebemos errada. Também peço desculpas pelos erros no planeamento e, principalmente, pela nossa incapacidade de prever o que aconteceria quando derrubássemos o regime", afirmou; ele também falou que o conflito está na base da ascensão do Estado Islâmico "Claro que não se pode dizer que nós, que afastamos Saddam, não temos responsabilidade nisso", afirmou  

O ex-primeiro-ministro britânico, Tony Blair, pediu desculpas por erros cometidos na guerra do Iraque, em 2003, numa entrevista que será exibida pela CNN Europa neste domingo (25); "Peço desculpas pela informação que recebemos errada. Também peço desculpas pelos erros no planeamento e, principalmente, pela nossa incapacidade de prever o que aconteceria quando derrubássemos o regime", afirmou; ele também falou que o conflito está na base da ascensão do Estado Islâmico "Claro que não se pode dizer que nós, que afastamos Saddam, não temos responsabilidade nisso", afirmou
 
O ex-primeiro-ministro britânico, Tony Blair, pediu desculpas por erros cometidos na guerra do Iraque, em 2003, numa entrevista que será exibida pela CNN Europa neste domingo (25); "Peço desculpas pela informação que recebemos errada. Também peço desculpas pelos erros no planeamento e, principalmente, pela nossa incapacidade de prever o que aconteceria quando derrubássemos o regime", afirmou; ele também falou que o conflito está na base da ascensão do Estado Islâmico "Claro que não se pode dizer que nós, que afastamos Saddam, não temos responsabilidade nisso", afirmou   (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-primeiro-ministro britânico, Tony Blair, pediu desculpas por erros cometidos na guerra do Iraque, em 2003, numa entrevista que será exibida pela CNN Europa neste domingo (25).

Ele admitiu a incapacidade de planejar adequadamente o país para as consequências da derrubada do regime de Saddam Hussein. "Peço desculpas pela informação que recebemos errada. Também peço desculpas pelos erros no planeamento e, principalmente, pela nossa incapacidade de prever o que aconteceria quando derrubássemos o regime", afirmou. Ele também falou que o conflito está na base da ascensão do Estado Islâmico. "Claro que não se pode dizer que nós, que afastamos Saddam, não temos responsabilidade nisso", afirmou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247