Boaventura: tudo faremos internacionalmente para mostrar que é golpe

"Tudo faremos internacionalmente para mostrar que este golpe é realmente um golpe, que fez com que os golpistas tentassem parar a luta contra a corrupção que estava sendo iniciada no Brasil", diz Boaventura de Souza Santos, catedrático da Universidade de Coimbra; "É preciso que os golpistas não tenham o seu caminho aberto, é preciso, para isso, que os honestos organizem a política e que a democracia volte a vigorar em toda a sua plenitude no Brasil", completou o sociólogo e filósofo português

"Tudo faremos internacionalmente para mostrar que este golpe é realmente um golpe, que fez com que os golpistas tentassem parar a luta contra a corrupção que estava sendo iniciada no Brasil", diz Boaventura de Souza Santos, catedrático da Universidade de Coimbra; "É preciso que os golpistas não tenham o seu caminho aberto, é preciso, para isso, que os honestos organizem a política e que a democracia volte a vigorar em toda a sua plenitude no Brasil", completou o sociólogo e filósofo português
"Tudo faremos internacionalmente para mostrar que este golpe é realmente um golpe, que fez com que os golpistas tentassem parar a luta contra a corrupção que estava sendo iniciada no Brasil", diz Boaventura de Souza Santos, catedrático da Universidade de Coimbra; "É preciso que os golpistas não tenham o seu caminho aberto, é preciso, para isso, que os honestos organizem a política e que a democracia volte a vigorar em toda a sua plenitude no Brasil", completou o sociólogo e filósofo português (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Jornal GGNO catedrático da Universidade de Coimbra, Boaventura de Sousa Santos, deu o recado em vídeo de apoio internacional à presidente Dilma Rousseff e contra o "golpe parlamentar" no Brasil: "Tudo faremos internacionalmente para mostrar que este golpe é realmente um golpe, que fez com que os golpistas tentassem parar a luta contra a corrupção que estava sendo iniciada no Brasil". 
 
"É preciso que os golpistas não tenham o seu caminho aberto, é preciso, para isso, que os honestos organizem a política e que a democracia volte a vigorar em toda a sua plenitude no Brasil", completou o sociólogo e filósofo português da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
 
No vídeo, Boaventura reuniu estudantes de 15 países que "têm as suas diferenças", mas que são "todos unânimes" na defesa contra o golpe e a favor do mandato de Dilma Rousseff. Após o discurso do pesquisador, o grupo de alunos e pesquisadores entoou o coro "Fora Temer". 

 
 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247