Boris Johnson diz que manifestações contra o racismo foram tomadas pela bandidagem

No domingo (7), manifestantes em Bristol derrubaram uma estátua do traficante de escravos do século XVII Edward Colston e a jogaram em um rio

O primeiro-ministro Boris Johnson
O primeiro-ministro Boris Johnson (Foto: REUTERS - JOHN SIBLEY)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik – O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou neste domingo (7) que os protestos contra o racismo e a brutalidade policial foram sequestrados por bandidos. A fala ocorre após policiais ficarem feridos. 

"As pessoas têm o direito de protestas pacificamente e observando o distanciamento social, mas elas não têm o direito de atacar a polícia. Essas manifestações foram subvertidas pela bandidagem - e elas são uma traição da causa que dizem servir. Os responsáveis terão que responder", disse o premiê. 

Protestos desencadeados pelo assassinato George Floyd pela polícia na cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, desencadearam uma onda de mobilização que atingiu diversos países. Neste final de semana, houve atos no Reino Unido e no resto da Europa. 

Dez policiais ficaram feridos em Londres depois que a violência eclodiu em um protesto de milhares de pessoas no sábado (6). No domingo (7), manifestantes em Bristol derrubaram uma estátua do traficante de escravos do século XVII Edward Colston e a jogaram em um rio.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247