Boris Johnson pede que oposição não bloqueie Brexit duro e cogita novas eleições

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, pediu nesta segunda-feira (2) à oposição e aos deputados rebeldes do Partido Conservador que não cumpram a ameaça de bloquear a hipótese de um Brexit sem acordo com a União Europeia (UE), deixando no ar a possibilidade de convocar eleições antecipadas se a rebelião parlamentar se consumar.

(Foto: STEFAN ROUSSEAU)

EFE - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, pediu nesta segunda-feira à oposição e aos deputados rebeldes do Partido Conservador que não cumpram a ameaça de bloquear a hipótese de um Brexit sem acordo com a União Europeia (UE), deixando no ar a possibilidade de convocar eleições antecipadas se a rebelião parlamentar se consumar.

Um grupo de correligionários de Johnson se prepara para colaborar com a oposição na aprovação de uma lei que obrigue o governo do Reino Unido a pedir uma nova prorrogação da data de consumação do Brexit, a saída do país do bloco europeu, se não houver acordo sobre as condições do divórcio com a UE.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247