Brasil: resultado das eleições na Venezuela deve ser respeitado

Em nota à imprensa nesta terça-feira, 6, o Otamaraty afirmou que deve ser "plenamente respeitada" a "vontade soberana do povo venezuelano", demonstrada nas urnas no último dia 6, quando a oposição ganhou a maioria absoluta dos assentos na Assembleia Legislativa; "O governo brasileiro confia que será plenamente respeitada a vontade soberana do povo venezuelano, expressada de forma livre e democrática nas urnas", diz; Itamaraty destaca que os resultados oficiais "foram divulgados e validados pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela e prontamente reconhecidos, na ocasião, por todas as forças políticas do país"

Em nota à imprensa nesta terça-feira, 6, o Otamaraty afirmou que deve ser "plenamente respeitada" a "vontade soberana do povo venezuelano", demonstrada nas urnas no último dia 6, quando a oposição ganhou a maioria absoluta dos assentos na Assembleia Legislativa; "O governo brasileiro confia que será plenamente respeitada a vontade soberana do povo venezuelano, expressada de forma livre e democrática nas urnas", diz; Itamaraty destaca que os resultados oficiais "foram divulgados e validados pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela e prontamente reconhecidos, na ocasião, por todas as forças políticas do país"
Em nota à imprensa nesta terça-feira, 6, o Otamaraty afirmou que deve ser "plenamente respeitada" a "vontade soberana do povo venezuelano", demonstrada nas urnas no último dia 6, quando a oposição ganhou a maioria absoluta dos assentos na Assembleia Legislativa; "O governo brasileiro confia que será plenamente respeitada a vontade soberana do povo venezuelano, expressada de forma livre e democrática nas urnas", diz; Itamaraty destaca que os resultados oficiais "foram divulgados e validados pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela e prontamente reconhecidos, na ocasião, por todas as forças políticas do país" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Horas antes da posse da nova Assembleia Legislativa em Caracas, o governo do Brasil divulgou nota à imprensa nesta terça-feira, 5, afirmando que deve ser "plenamente respeitada" a "vontade soberana do povo venezuelano", demonstrada nas urnas no último dia 6, quando a oposição ganhou a maioria absoluta dos assentos no Parlamento.

"O governo brasileiro confia que será plenamente respeitada a vontade soberana do povo venezuelano, expressada de forma livre e democrática nas urnas", diz o Itamaraty. O comunicado destaca que os resultados oficiais "foram divulgados e validados pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela e prontamente reconhecidos, na ocasião, por todas as forças políticas do país".

"O governo brasileiro (...) confia que serão preservadas e respeitadas as atribuições e prerrogativas constitucionais da nova Assembleia Nacional venezuelana e de seus membros, eleitos naquele pleito", diz o texto.

Na última semana, o Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela (TSJ) impugnou os resultados das urnas no Estado de Amazonas, sob alegação de compra de votos. Com a decisão, três deputados opositores eleitos não poderão assumir suas funções –e, sem os três, a oposição perderia a supermaioria conquistada nas urnas.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247