Canadá implementa passaportes com “gênero neutro”

O ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania do país, Ahmed Hussen, disse que a decisão de permitir que um gênero "não especificado" representasse "a igualdade para todos os canadenses, independentemente da identidade ou expressão de gênero", de acordo com o New York Times; nova classificação entrará em vigor em 31 de agosto

O ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania do país, Ahmed Hussen, disse que a decisão de permitir que um gênero "não especificado" representasse "a igualdade para todos os canadenses, independentemente da identidade ou expressão de gênero", de acordo com o New York Times; nova classificação entrará em vigor em 31 de agosto
O ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania do país, Ahmed Hussen, disse que a decisão de permitir que um gênero "não especificado" representasse "a igualdade para todos os canadenses, independentemente da identidade ou expressão de gênero", de acordo com o New York Times; nova classificação entrará em vigor em 31 de agosto (Foto: José Barbacena)

Sputnik News - O ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania do país, Ahmed Hussen, disse que a decisão de permitir que um gênero "não especificado" representasse "a igualdade para todos os canadenses, independentemente da identidade ou expressão de gênero", de acordo com o New York Times. A nova classificação entrará em vigor em 31 de agosto.

O Canadá tem feito movimentos significativos em relação a todas as formas atuais de identidade de gênero. Uma lei foi aprovada em junho, depois que o primeiro-ministro Justin Trudeau contratou um conselheiro para trabalhar em regulamentos governamentais que protegem os indivíduos LGBTQ. A Lei de Direitos Humanos da nação foi alterada para incluir cláusulas de proteção contra a discriminação de gênero.

Em julho, os pais de um bebê de oito meses de idade, nascido na Columbia Britânica conseguiram emitir um cartão de saúde de identidade de gênero "não especificada".

Além do Canadá; Austrália, Bangladesh, Alemanha, Índia, Malta, Nepal, Nova Zelândia e Paquistão implementaram uma terceira opção para identidade de gênero em passaportes e cartões de identificação. Pequenos passos também foram realizados nos Estados Unidos. Em junho, Washington DC adicionou um identificador de gênero X às licenças de motorista e aos cartões de identificação. O Oregon seguiu o exemplo um mês depois.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247