'#CancelBolnaro', hashtag contra evento em NY, é um dos assuntos mais comentados das redes

Trata-se de uma campanha lançada pelo senador democrata Brad Hoylman, de Nova York, para que o hotel Marriott Marquis cancele o evento que homenageará o presidente Jair Bolsonaro  

'#CancelBolnaro', hashtag contra evento em NY, é um dos assuntos mais comentados das redes
'#CancelBolnaro', hashtag contra evento em NY, é um dos assuntos mais comentados das redes (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - A hashtag #CancelBolsonaro é uma dos assuntos mais comentados no Twitter. Trata-se de uma campanha lançada pelo senador democrata Brad Hoylman, de Nova York, para que o hotel Marriott Marquis cancele o evento que homenageará o presidente Jair Bolsonaro.

A solenidade, prevista para o próximo dia 14 de maio, é promovida pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, que decidiu homenagear o presidente brasileiro. Mas a decisão se transformou em um ato anti-Bolsonaro em terras gringas.

Inicialmente, o evento iria acontecer no Museu Americano de História Natural, manifestando a preocupação com "os objetivos declarados da atual administração brasileira".

Em seguida, algumas empresas retiraram o patrocínio do evento, como a companhia aérea Delta, a consultoria Bain & Company e o jornal Financial Times.

O senador Hoylman, que é assumidamente homossexual, quer pressionar a rede Marriott, que vai abrigar o evento, a também abandonar a solenidade.

Além da hashtag "#CancelBolsonaro", foi aberta um abaixo-assinado pela plataforma Change em que reforça que "o presidente Bolsonaro tem um histórico extremamente perturbador de intolerância, misoginia, racismo e xenofobia".

  

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247