Capriles denuncia fraude constitucional na Venezuela

Capriles afirmou que “ninguém elegeu Maduro como presidente”, em referência ao fato de, na Venezuela, vice-presidentes serem indicados diretamente pelo chefe de Estado. “O povo não votou por você, Nicolás. O poder na Venezuela não é passado por decretos, te digo muito claro, Nicolás”, continuou o governador de Miranda, que lidera a oposição no país

www.brasil247.com - Capriles denuncia fraude constitucional na Venezuela
Capriles denuncia fraude constitucional na Venezuela


Do Opera Mundi - Em meio aos sete dias de luto decretados pela morte de Hugo Chávez, seu adversário na eleição de 7 de outubro e atual governador do Estado de Miranda, Henrique Capriles, criticou decisão desta sexta-feira (08/03) do Supremo Tribunal venezuelano, que ratificou que, frente à falta absoluta do presidente, Nicolás Maduro será juramentado como presidente interino e poderá ser candidato, sem renunciar, à Presidência.

Chamando Maduro de mentiroso, Capriles disse que a posse é “espúria” e que no país “o poder não é passado através de decretos”. Se justificando por convocar a coletiva de imprensa em meio ao luto nacional, o provável candidato na próxima eleição presidencial falou que desde terça-feira (05/03) – data da morte do presidente – até hoje, falou que “havia guardado silêncio por respeito e consideração”, mas com o juramento de Maduro, decidiu se manifestar.

Capriles afirmou que “ninguém elegeu Maduro como presidente”, em referência ao fato de, na Venezuela, vice-presidentes serem indicados diretamente pelo chefe de Estado. “O povo não votou por você, Nicolás. O poder na Venezuela não é passado por decretos, te digo muito claro, Nicolás”, continuou o governador de Miranda.

Ele qualificou a decisão do Supremo como uma “fraude constitucional (…) Em uma hora na qual o vice-presidente da República vai ser juramentado como presidente, e colocam depois a palavra “interino”. Para ser presidente o povo deve ter votado”, seguiu. “Nicolás, ninguém te elegue presidente, rapaz. O povo nunca votou por você”, e provocou: “Qual é o medo Nicolás?”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seguida, Capriles disse que “decisões sobre essa sentença serão feitas nas próximas horas”. “Que o mundo saiba que acontecerá uma juramentação fraudulenta”, concluiu. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email