Chanceler da China volta a pedir paz e estabilidade para o Oriente Médio

"A China sempre esteve e estará disposta a promover a paz, a estabilidade e desenvolvimento do Oriente Médio", afirmou nesta quarta-feira (8) Wang Yi, conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores

Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi
Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi (Foto: Jason Lee/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O chanceler chinês Wang Yi voltou a defender uma solução política para a crise no Oriente Médio, e disse que o país asiático se empenha pela paz, a estabilidade e o desenvolvimento.  

Wang fez as observações em uma coletiva de imprensa conjunta no Cairo com Sameh Shoukry, o ministro das Relações Exteriores do Egito.

O Oriente Médio tem testemunhado recentemente questões controversas e tensões crescentes, provocadas pelo desenvolvimento de conflitos regionais existentes, mas também pelo unilateralismo, pela intervenção militar e pelo atropelamento da justiça internacional, disse Wang.

A China pede que se respeite os princípios da Carta da ONU e o certo e errado dos próprios problemas, mantendo a resolução política e o multilateralismo, de modo a criar uma estrutura de segurança regional comum, abrangente, baseada na cooperação e sustentável, disse o ministro das Relações Exteriores, informa a Xinhua.

Wang disse que, como parceiro estratégico dos países do Oriente Médio, a China continuará apoiando todos os países a salvaguardar a soberania, a independência e a integridade territorial, além de envidar esforços conjuntos para promover a paz e a estabilidade regionais.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247