Chanceler da Venezuela reitera compromisso com segurança alimentar

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, instou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) a continuar construindo programas de segurança alimentar, em favor do bem-estar dos povos do mundo

AVN - O ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, reiterou o compromisso da Venezuela de continuar trabalhando lado a lado com a FAO, por meio da cooperação técnica. 

"Acreditamos que podemos construir muito mais a partir de um profundo relacionamento e cooperação técnica", enfatizou Arreaza.  

As declarações foram feitas durante a ingtervenção do chanceler no Segmento de Alto Nivel do 41º período de sessões da Conferência da FAO, que se realiza en Roma, Itália.  

O programa de cooperação triangular Segurança Alimentar e Nutricional e Soberania para a América Latina e o Caribe (Sana) foi criado em janeiro de 2015 pela Venezuela e a FAO, com o objetivo de combater a fome, com maior ênfase nos 21 países que participam do acordo de energia Petrocaribe e da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba).  

Em seu discurso, Arreaza salientou os esforços realizados pelo Governo venezuelano contra as sanções e o bloqueio financeiro dos Estados Unidos contra o país, afetando a população venezuelana.   

Diante disso, ele destacou a criação do Comitê Local de Abastecimento e Produção (CLAP), em 2016, que atualmente atende 24 milhões de pessoas, com a entrega de alimentos básicos, mensais ou quinzenais.  A essas ações relacionadas às políticas sociais, somamos as sete milhões de pessoas que foram atendidas com a entrega de pacotes complementares de alimentos não perecíveis.  

Arreaza mencionou também a segurança alimentar oferecida nas 41 prisões existentes no país, distribuindo alimentos a 94 mil pessoas; enquanto 23.400 escolas contam com o Programa de Alimentação Escolar (PAE).  

"O Programa de Alimentação Escolar (PAE), apesar das sanções e do bloqueio, já ultrapassamos 23.400 escolas, por isso hoje chegamos e mais de 5,3 milhões de crianças que recebem diariamente café da manhã, almoço e merenda na Venezuela", disse Arreaza.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247