Chanceler palestino acusa Eduardo Bolsonaro de agir de forma 'irresponsável'

O chanceler palestino, Riyad al-Maliki, critica o deputado Eduardo Bolsonaro, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e filho de Jair Bolsonaro. Eduardo fracassou no intento de ser embaixador nos Estados Unidos, mas pretende exercer influência nos rumos da política externa brasileira

Riyad al-Maliki e Eduardo Bolsonaro
Riyad al-Maliki e Eduardo Bolsonaro (Foto: Reuters | Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Jamil Chade, que acompanha as atividades das Nações Unidas em Genbra (Suiça) conversou com o chanceler palestino Riyad al-Maliki.

O diplomata se mostrou irritado com o apoio dado pelo filho de Jair Bolsonaro aos assentamentos de Israel em terras palestinas, ocupações que são consideradas como ilegais pelo direito internacional, destaca Chade. 

"Em 2019, o governo brasileiro modificou de forma radical sua posição no Oriente Médio. O Itamaraty deixou de votar em resoluções da ONU em defesa dos interesses palestinos e anunciou que pretendia abrir uma embaixada do Brasil em Jerusalém. No início do ano passado, o comportamento chegou a levar o Hamas a criticar o governo brasileiro, pela insinuação de que poderia reconhecer a cidade sagrada como capital de Israel", escreve Jamil Chade em seu blog.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247