Chanceler turco diz que relações entre Ancara e Washington estão em estado crítico

De acordo com o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, as relações com os EUA estão em estado crítico. Por isso, a Turquia e os EUA concordaram em haver necessidade de normalizar as relações depois de um período de tensões sem precedentes nos últimos anos; "Nós concordamos em normalizar as relações mais uma vez", disse Cavusoglu

De acordo com o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, as relações com os EUA estão em estado crítico. Por isso, a Turquia e os EUA concordaram em haver necessidade de normalizar as relações depois de um período de tensões sem precedentes nos últimos anos; "Nós concordamos em normalizar as relações mais uma vez", disse Cavusoglu
De acordo com o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, as relações com os EUA estão em estado crítico. Por isso, a Turquia e os EUA concordaram em haver necessidade de normalizar as relações depois de um período de tensões sem precedentes nos últimos anos; "Nós concordamos em normalizar as relações mais uma vez", disse Cavusoglu (Foto: Romulo Faro)

Sputnik

De acordo com o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, as relações com os EUA estão em estado crítico. Por isso, a Turquia e os EUA concordaram em haver necessidade de normalizar as relações depois de um período de tensões sem precedentes nos últimos anos.

"Nós concordamos em normalizar as relações mais uma vez", disse Cavusoglu depois das conversações com o homólogo Tillerson em Ancara, dizendo que as relações estavam em "fase crítica" e jurou criar mecanismos para discussão dos problemas.

A Turquia espera garantias dos EUA sobre a retirada das forças curdas da cidade síria de Manbij para a margem oriental do rio Eufrates, adicionou o ministro.

Durante coletiva de imprensa conjunta com Rex Tillerson, Cavusoglu declarou que a Turquia e os EUA vão organizar outra reunião em meados de março.

Por sua vez, Rex Tillerson disse que os EUA reconhecem o direito legítimo da Turquia de proteger as suas fronteiras, mas apelou para Ancara mostrar contenção na sua operação em Afrin síria e evitar ações que poderiam vir a agravar as tensões.

Além do mais, o chanceler turco notou que a Turquia poderá tomar medidas conjuntas com os EUA na Síria assim que a milícia das Unidades de Proteção Popular curdas saia de Manbij.

As relações entre a Turquia e os EUA pioraram por causa do apoio que os EUA dão às unidades curdas, que são consideradas terroristas por Ancara.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247