Chile em alerta por suspeita de terrorismo

Decisão foi tomada pelo presidente Sebastian Piñera, em função de conflitos entre proprietários rurais e índios Mapuche

Chile em alerta por suspeita de terrorismo
Chile em alerta por suspeita de terrorismo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O presidente do Chile, Sebastián Piñera, determinou ontem (6) à noite a execução da Lei Antiterrorismo na região de Araucanía, no Norte do país, onde há conflitos entre fazendeiros e índios Mapuche. A decisão foi tomada durante reunião de Piñera com seus ministros. O presidente descartou a aplicação da Lei de Emergência na área. Nos últimos quatro dias foram registrados seis ataques incendiários a residências, veículos e maquinário agrícola no Sul do Chile.

Na manhã de hoje (7), Piñera marcou nova reunião com os ministros e os líderes dos principais partidos políticos para discutir o agravamento da situação em Araucanía. Há ainda expectativa de que o presidente anuncie as nomeações da área de inteligência e das Forças Armadas para participarem das operações na região.

A etnia Mapuche representa cerca de 5% da população indígena do Chile e é considerada articulada politicamente. Os confrontos em Araucanía já provocaram duas mortes e vários incidentes considerados criminosos por envolver incêndios suspeitos. Ainda está em análise a possibilidade de decretar estado de emergência na região.

O ministro do Interior e Segurança Pública, Andrew Chadwick, disse que o governo está determinado a localizar os responsáveis pelos incêndios criminosos."Vamos usar todos os instrumentos jurídicos que o governo tem para lidar com atos terroristas”, disse. Ele admitiu que “não há muito o que fazer no momento”.

Paralelamente, Piñera nomeou o chefe dos Carabineiros (Polícia Militar Urbana), Carlos Carrasco, como comandante das operações em Araucanía. "Ele assume com a responsabilidade pela ação de enfrentamento e combate aos grupos em todas as áreas onde há suspeitas de atos terroristas", disse Chadwick.

*Com informações da BBC Brasil e da emissora estatal de televisão do Chile, TVN.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email