China adverte sobre conivência de forças estrangeiras com protestos em Hong Kong

A China acusou nesta quinta-feira forças estrangeiras não-identificadas de fomentar protestos violentos em Hong Kong, advertindo-as que suas tentativas coniventes foram notadas e acabariam prejudicando-as

(Foto: Russia Today)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - “Forças estrangeiras devem parar de interferir nos assuntos de Hong Kong”, disse o embaixador chinês no Reino Unido, Liu Xiaoming, a repórteres em Londres.  

“Parem de cooperar com ofensivas violentas - eles não devem interpretar mal a situação e ir pelo caminho errado; caso contrário, vão dar um tiro no próprio pé”.

Liu acrescentou, ainda, que “evidências indicam que a situação não teria piorado tanto se não fosse pela interferência e pelo estímulo de forças estrangeiras. Hong Kong é parte da China. Nenhum país estrangeiro deve interferir nos assuntos internos de Hong Kong”.

Liu também acusou a mídia ocidental de ser parcial em suas reportagens e confundir o certo e o errado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email