China alerta que ONGs americanas incentivam distúrbios violentos em Hong Kong

A China denuncia que várias Organizações Não Governamentais dos Estados Unidos têm instigado os protestos violentos em Hong Kong, cidade que pertence à soberania nacional e territorial da República Popular da China, sob o modelo "um país, dois sistemas"

Manifestantes em Hong Kong, China, com bandeira dos Estados Unidos.
Manifestantes em Hong Kong, China, com bandeira dos Estados Unidos. (Foto: Anushree Fadnavis/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal chinês Global Times publicou na terça-feira (17) reportagem mostrando que há evidências de contatos entre ativistas de manifestações de protesto em Hong Kong e membros de organizações não-governamentais dos EUA, com o objetivo de incentivar a continuidade da violência. 

O jornal afirma que Adam Nelson, diretor do Instituto Nacional Democrático (NDI, sigla em inglês) e Martin Lee Chu-ming, funcionário da Anistia Internacional (AI), se encontraram em um restaurante em Hong Kong em 10 de dezembro com políticos, ex-legisladores e outros personagens da oposição local.  

De acordo com a mídia chinesa, o objetivo da reunião foi coordenar ações para que a entidade norte-americana continue a apoiar as atividades extremistas e violentas na ex-colônia britânica, informa o site HispanTV.

O NDI recebe recursos da Fundação Nacional para a Democracia (NED, sigla em inglês), sendo esta uma ONG com alto envolvimento no financiamento de campanhas desestabilizadoras e treinamento de ativistas para minar a estabilidade de várias nações do mundo, observou a reportagem. 

Essa prática não é exclusiva dessas duas organizações não governamentais, mas também de outras, como a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, sigla em ingês) e o Instituto Republicano Internacional (IRI, sigla em inglês).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247