China condena hegemonismo dos EUA em questões comerciais

A chancelaria chinesa emitiu através do seu porta-voz declaração condenando postura hegemonista estadunidense nas relações comerciais

O porta-voz da Chancelaria chinesa, Geng Shuang 
O porta-voz da Chancelaria chinesa, Geng Shuang  (Foto: Paulo Emílio)

Xinhua - O irresponsável comentário da parte americana sobre a cooperação comercial normal entre companhias chinesas e outros países é típico hegemonismo, e a China se opõe firmemente a isso, disse na sexta-feira o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang.

Segundo a mídia, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, disse à imprensa durante sua visita à Islândia que os Estados Unidos e a Islândia discutiriam a preocupação do país dele em relação à construção das redes 5G e assinalou que faria um chamado a todos os aliados dos Estados Unidos para que rejeitassem as tecnologias da Huawei.

Geng disse que a tecnologia 5G é uma inovação conjunta da comunidade internacional e que as oportunidades derivadas dela devem ser compartilhadas em nível mundial.

Politizar a 5G e adotar uma abordagem discriminatória ante a tecnologia não está de acordo com os interesses em comum da comunidade internacional, disse.

Geng indicou que o governo chinês sempre incentiva as empresas chinesas a empreender uma cooperação de investimento no estrangeiro em conformidade com os princípios comerciais, as normas internacionais e as leis locais.

A China se opõe resolutamente ao abuso por parte dos Estados Unidos de sua "narrativa de segurança nacional" e de seu poder de Estado para oprimir as companhias chinesas e pede que os Estados Unidos parem com suas ações equivocadas e ofereçam um ambiente equitativo, justo e não discriminatório para o investimento e operação normais das companhias chinesas, assinalou Geng.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247