China critica EUA por saída da OMS: prejudica luta global contra Covid-19

A saída oficial dos Estados Unidos da Organização Mundial da Saúde (OMS) é uma medida que prejudica a luta global contra a Covid-19, disse na quarta-feira (8) um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China

Zhao Lijian, porta-voz da chancelaria chinesa
Zhao Lijian, porta-voz da chancelaria chinesa (Foto: Reprodução (Twitter))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O porta-voz da chancelaria chinesa, Zhao Lijian, criticou em entrevista coletiva a decisão dos Estados Unidos de abandonarem a Organização Mundial de Saúde, comunicada oficialmente ao secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

"Essa medida revelou mais uma vez a busca do unilateralismo dos EUA como desistente habitual", disse Zhao.

Desde o surto da Covid-19, a OMS, como a instituição com maior autoridade e mais profissional em segurança da saúde pública global, tem desempenhado um papel central de coordenação, essencial na resposta global à pandemia, disse Zhao.

A batalha contra a Covid-19 está atualmente em um momento crítico. Apoiar a OMS é apoiar a cooperação antipandêmica global e o ato de salvar vidas, disse ele, acrescentando que a retirada dos EUA da OMS prejudicou o esforço internacional para combater o vírus e afetou negativamente os países em desenvolvimento que precisam de apoio internacional urgente, informa a Xinhua.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email