China diz que vencerá os 'tempos duros' da guerra comercial com os EUA

Em comentário publicado nesta sexta-feira (31), a agência de notícias Xinhua diz que a China, com seu plano econômico bem projetado, sua busca inabalável pelo desenvolvimento de alta qualidade e abertura consistente, conseguirá ultrapassar os desafios e riscos trazidos pela guerra comercial

China diz que vencerá os 'tempos duros' da guerra comercial com os EUA
China diz que vencerá os 'tempos duros' da guerra comercial com os EUA
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em comentário publicado nesta sexta-feira (31), a agência de notícias Xinhua diz que a China, com seu plano econômico bem projetado, sua busca inabalável pelo desenvolvimento de alta qualidade e abertura consistente, conseguirá ultrapassar os desafios e riscos trazidos pela guerra comercial.

"Os Estados Unidos escalaram unilateralmente a situação, com base em acusações infundadas e suspeitas desarrazoadas. Porém, desafiada com a pressão dos Estados Unidos, a economia da China tem confiança suficiente e resiliência para se defender", diz o texto.

"Persistindo em uma nova visão para o desenvolvimento, a China vem destacando uma abordagem inovadora, coordenada, verde, aberta e inclusiva em seu desenvolvimento econômico com forças motrizes emergentes para manter o crescimento econômico estável", assinala a Xinhua.

O comentário destaca ainda que todos os que esperam um golpe pesado para a economia chinesa com a guerra comercial "ficarão desapontados ao ver que a pressão externa fracassará em abalar os fundamentais econômicos sólidos do país".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247