China doa US$ 1 milhão para apoiar programa de ajuda alimentar da ONU em Gaza

A China doou na sexta-feira US$ 1 milhão em apoio ao programa de assistência alimentar em Gaza, conforme um acordo com a Agência das Nações Unidas de Assistência a Refugiados Palestinos (UNRWA)

Xi Jinping, presidente da China
Xi Jinping, presidente da China (Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Xinhua) - A China doou na sexta-feira US$ 1 milhão em apoio ao programa de assistência alimentar em Gaza, conforme um acordo com a Agência das Nações Unidas de Assistência a Refugiados Palestinos (UNRWA).

O acordo foi assinado por Guo Wei, diretor do Escritório da República Popular da China para o Estado da Palestina, e pelo comissário-geral da UNRWA, Philippe Lazzarini, segundo um comunicado oficial da UNRWA.

"A UNRWA fornece uma linha de vida humanitária crítica para mais de um milhão de refugiados palestinos em Gaza, que dependem da ajuda para atender às suas necessidades mais básicas de segurança alimentar", disse o comunicado.

O texto ressaltou que as contribuições da China nos últimos dois anos também foram alocadas para mitigar os efeitos da insegurança alimentar entre as famílias de refugiados palestinos em Gaza, a maioria das quais agora enfrentam a pandemia global sem precedentes da COVID-19.

Guo disse que a China atribui grande importância à sua cooperação com a agência, acrescentando que "a China apoiará, como sempre, o trabalho da UNRWA e continuará a prestar assistência aos refugiados palestinos e ao seu desenvolvimento econômico e social".

Lazzarini expressou seu sincero agradecimento ao país asiático por seu apoio à agência.

"A generosa contribuição da China ajudará a UNRWA a fornecer assistência alimentar de salva de vida para mais de um milhão de refugiados palestinos em Gaza. Espero que esta cooperação continue a crescer", disse ele.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email