China e Rússia miram duplicar volume comercial e intensificar cooperação

A China e a Rússia concordaram na terça-feira em aumentar ainda mais a cooperação em comércio, energia e outras áreas e firmaram o objetivo de duplicar o volume do comércio bilateral

Li Keqiang e Medvedev
Li Keqiang e Medvedev (Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Xinhua - A China e a Rússia concordaram na terça-feira (17) em aumentar ainda mais a cooperação em comércio, energia e outras áreas e firmaram o objetivo de duplicar o volume do comércio bilateral.

O acordo foi atingido quando o primeiro-ministro chinês Li Keqiang esteve na Rússia e copresidiu a 24ª reunião regular entre os chefes do governo chinês e russo com o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev.

Li disse que a China está disposta a alinhar melhor a Iniciativa do Cinturão e Rota com a União Econômica Euroasiática, manter o crescente ímpeto do comércio China-Rússia e melhorar o nível de facilitação de comércio e investimentos.

O premiê chinês incentivou as duas partes a se esforçarem pela meta de duplicar o volume do comércio bilateral.

A China é o principal parceiro comercial da Rússia há nove anos consecutivos. No ano passado, o volume do comércio bilateral aumentou 27,1% e superou a marca dos US$ 100 bilhões pela primeira vez.

Li pediu que a China e a Rússia implementem conjuntamente os importantes projetos de energia, abram mais seus respectivos mercados e explorarem um modelo de cooperação de refino de petróleo e engenharia química.

Ele também pediu para intensificar a cooperação em ciência e inovação, finanças, agricultura e intercâmbios subnacionais e interpessoais.

Por seu lado, Medvedev disse que a Rússia está disposta a expandir ainda mais o comércio com a China e trabalhar arduamente para realizar a meta de duplicar o volume comercial.

Além da cooperação bilateral nas áreas tradicionais como energia, a Rússia aumentará a cooperação em alta tecnologia e promoverá a cooperação em áreas incluindo agricultura, indústria, aviação e espaço e energia nuclear para render mais resultados frutíferos, disse Medvedev.

A Rússia dá grande importância à cooperação e aos intercâmbios interpessoais, assinalou Medvedev, acrescentando que seu país espera realizar mais intercâmbios entre jovens, universidades e governos locais.

A visita de Li foi realizada na ocasião em que os dois países celebram o 70º aniversário do estabelecimento de suas relações diplomáticas. Durante a visita de Estado que o presidente chinês Xi Jinping fez à Rússia em junho deste ano, a relação China-Rússia foi elevada a uma parceria estratégica abrangente de coordenação para uma nova era.

Sendo os maiores vizinhos entre si e membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, a China e a Rússia têm laços saudáveis e estáveis, disse Li.

No contexto da crescente incerteza e fatores instáveis na situação internacional, esta relação não somente beneficia os dois países, mas também contribui para a estabilidade e prosperidade regional e mundial. É importante que a China e a Rússia aumentem a coordenação estratégica, fortaleçam a confiança política mútua, aprofundem a cooperação pragmática e intensifiquem os intercâmbios culturais e interpessoais, acrescentou.

Medvedev disse que este ano é muito importante para as relações China-Rússia porque representa o 70º aniversário da fundação da República Popular a China, assim como o 70º aniversário dos laços diplomáticos entre os dois países.

Além de assinalar que os laços bilaterais se encontram em seu melhor momento da história, Medvedev disse que desenvolver os laços com a China é uma prioridade da política externa da Rússia, dado que se ajusta às próprias necessidades do país.

Ele disse que os dois países estão coordenando o cenário internacional e defendendo o cumprimento das regras internacionais multilaterais e opondo-se às sanções unilaterais.

Durante a reunião, Li e Medvedev acompanharam os relatórios dos vice-primeiros-ministros da China Sun Chunlan e Hu Chunhua, o primeiro vice-premiê russo Anton Siluanov e os vice-premiês da Rússia Dmitry Kozak, Tatyana Golikova e Maxim Akimov.

Os dois chefes de governo também realizaram profundos intercâmbios de opiniões sobre assuntos regionais e internacionais de preocupação comum.

Depois da reunião, Li e Medvedev assinaram um comunicado conjunto sobre a 24ª reunião regular e presenciaram a assinatura de uma série de acordos em áreas como investimento, economia e comércio, agricultura, energia nuclear, aviação, ciência e tecnologia e economia digital.

Li chegou na tarde de segunda-feira a São Petersburgo para realizar uma visita oficial de três dias.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email